Diocese Teixeira /Caravelas celebra Solenidade de Corpus Christi em Teixeira

0

Ocorreu nesta quinta-feira, 16 de junho, na Catedral São Pedro em Teixeira de Freitas, a missa solene de Corpus Christi, sendo celebrado por Dom Jailton de Oliveira Lino, bispo diocesano.

Foto: Alexxandro Sousa/teixeiraurgente

Nos últimos anos, em virtude da pandemia da Covid-19, a celebração foi realizada nas paróquias. E neste ano, a celebração foi ao nível de Forania, que aconteceu às 16hs.

Após a santa missa ouve a tradicional Procissão de Corpus Christi pelas ruas da cidade, em direção a Paróquia São Francisco de Assis, onde os fieis receberam a bênção do Santíssimo.

A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo remonta ao século XIII. O papa Urbano IV, na época o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège, na Bélgica, teria recebido o segredo da freira agostiniana Juliana de Mont Cornillon, que alegava ter tido visões de Cristo demonstrando desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque.

Por volta de 1264, em Bolsena, cidade próxima a Orvieto (onde o já então papa Urbano IV tinha sua corte), teria ocorrido o episódio chamado de Milagre de Bolsena,em que um sacerdote celebrante da Santa Missa, no momento de partir a Sagrada Hóstia, teria visto sair dela sangue, que empapou o corporal (pano onde se apóiam o cálice e a patena durante a Missa).

O papa determinou que os objetos milagrosos fossem trazidos para Orvieto em grande procissão em 19 de junho de 1264, sendo recebidos solenemente por Sua Santidade e levados para a Catedral de Santa Prisca. Esta foi à primeira procissão do Corporal Eucarístico de que se tem notícia.

A festa de Corpus Christi foi oficialmente instituída por Urbano IV com a publicação da bula Transiturus em 8 de setembro de 1264, para ser celebrada na quinta-feira depois da oitava de Pentecostes.

Por:Redação/Fonte:teixeiraurgente

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *