Coppa resgata 468 animais silvestres em menos de um ano

0

O número de animais silvestres resgatados em 2021 já ultrapassa a marca de 400 nos meses de janeiro a novembro, pela Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) só na capital e na Região Metropolitana de Salvador. Especialistas alertam que tem se tornado cada vez mais frequente a presença desses animais em áreas urbanizadas.

A busca por locais com temperaturas quentes após dias chuvosos e a interferência humana na natureza são alguns dos fatores que contribuem para a visita inusitada. Dados da unidade especializada apontam que, em Salvador, a Avenida Paralela e os bairros do Cabula e Brotas são campeões em apreensão, além da cidade de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana.

As cobras jiboias aparecem em 40% dos casos. Outro visitante frequente é o jacaré. “Eles surgem em pistas, casas e até mesmo nas praias, geralmente lugares próximos a rios”, afirma o tenente PM Tiago Marcelino Portela Pinheiro Pereira da Coppa.

O que fazer?

“Manter a calma é primeiro passo”, diz o militar. Ele explica que os animais agem pelo instinto defensivo e geralmente só atacam quando se sentem ameaçados. Ao perceber a presença do bicho, as pessoas devem evitar tocá-lo. A área deve ser isolada até a chegada das equipes.

“Para capturar primatas, felinos e serpentes utilizamos diferentes tipos de equipamento como pinças e ganchos, a fim de resgatar o animal com integridade. Após o resgate, colocamos eles numa caixa”, continuou. Depois de capturados  são encaminhados para Centro de Triagem de Animais Silvestres.

A equipe especializada pode ser acionada pelos números (71) 3116-9151, 190 ou através do perfil instagram @coppa.pmba.oficial. Esses números também estão disponíveis para receber denúncias de crimes ambientais.

Fonte: Ascom / Poliana Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *