Maioria dos pacientes mantém doença fora de controle, diz médico

A recente liberação da insulina inalável (03/06) marca a passagem do Dia Nacional do Diabetes na última quarta-feira (26). O medicamento, autorizado para venda e consumo pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária em oito formas de apresentação, ainda precisa ser importado dos Estados Unidos.

Para o médico e pesquisador Freddy Goldberg Eliaschewitz, a disponibilidade do medicamento pode ajudar no tratamento da doença no Brasil, pois é mais confortável do que a aplicação da insulina por injeção e o manejo é mais eficiente. A insulina inalável começa a funcionar em 10 minutos no organismo e o efeito dura até 90 minutos.

A insulina injetável pode demorar até 60 minutos para começar a fazer efeito e permanece ativa por até cinco horas no organismo.

“Por um lado, se o paciente aplica a insulina injetável antes do almoço e o medicamento demora a agir, o nível de açúcar sobe muito no início da refeição. Muitas vezes, a comida foi ingerida, mas a insulina nem começou a agir. Por outro lado, se o efeito da insulina demora a passar, o paciente pode sofrer uma queda de açúcar mais adiante. A absorção dos alimentos já terminou, mas a insulina continua agindo”, explica Eliaschewitz que é médico Hospital Israelita Albert Einstein e diretor clinico do Centro de Pesquisas Clinicas, que desde 2014 trabalhou nos testes para o desenvolvimento da nova droga.

O diabetes é considerado uma doença crônica onde o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o organismo do paciente não consegue utilizá-la. A insulina é o hormônio que regula a glicose no sangue.

Fora de controle

Eliaschewitz descreve que já há cerca de 15 milhões de pessoas com diabetes no Brasil, mas 90% dos pacientes com o tipo 1 e 73% dos que sofrem com o tipo 2 “não têm controle sobre a doença”. Ele contabiliza que “metade dos pacientes não controla a doença por falta de conhecimento do diagnóstico. Entre os que sabem do diabetes, metade não vai com regularidade ao médico. E mesmo os que vão, mais da metade não toma os devidos cuidados”.

Segundo o Ministério da Saúde, o diabetes do tipo 1, geralmente, surge na infância ou adolescência. “A causa desse tipo de diabetes ainda é desconhecida (...) Sabe-se que, via de regra, é uma doença crônica não transmissível genética, ou seja, é hereditária, que concentra entre 5% e 10% do total de diabéticos no Brasil".

O diabetes do tipo 2 é mais frequente em adultos e está diretamente relacionado ao sobrepeso, ao sedentarismo e à má alimentação. “Ocorre quando o corpo não aproveita adequadamente a insulina produzida”, explica o Ministério da Saúde.

Para Freddy Eliaschewitz, o Brasil vive uma “pandemia de diabete do tipo 2 a reboque da pandemia de obesidade”. Segundo ele, o país poderá viver no futuro uma pandemia das complicações causadas pela doença, “que são penosas e custosas de tratar”, como o glaucoma, problema nos rins e disfunção erétil.

De acordo com o Sistema de Informações sobre Mortalidade (Ministério da Saúde), entre 2010 e 2016, mais de 406 mil pessoas morreram por causa do diabetes. No período, o número de mortes cresceu 11,8% por causa da doença, saindo de 54.877 mortes (2010) para 61.398 (2016).

Fonte: Agência Brasil


Segundo OCDE Brasil está entre últimos em ranking de gastos em

Os gastos per capita na área de saúde no Brasil estão entre os mais baixos entre 44 países desenvolvidos e emergentes, incluídos em um estudo

É possível engravidar mesmo tomando a pílula do dia seguinte?

Aviso: Este artigo contém referências a uma agressão sexual que você pode achar perturbadoras. "Não me ocorreu que a pílula do dia seguinte

Teixeira receberá Carreta de rastreamento do câncer de mama

Entre os dias 21 de novembro a 7 de dezembro chegará em Teixeira de Freitas a Unidade Móvel do Programa de Rastreamento do Câncer de Mama

Dicas para sua gravidez: Fase dos Enjoos

Dr. Domingos Mantelli dá 6 dicas para alivias os sintomas das gestantes A temida "FASE DOS ENJOOS" acontece geralmente no início da gravidez e

Secretário de Saúde de Teixeira pede exoneração: Hebert Chagas

Teixeira de Freitas: Na manhã desta segunda-feira (11), o secretário de Saúde, Fabiano Marily, protocolou no gabinete do Prefeito, a

Pesquisadores conseguem combater sintomas do Alzheimer com

Testes em ratos apresentaram bons resultados Um grupo de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo

5 alimentos para melhorar a saúde do seu fígado

Fígado é um dos órgãos mais importantes do corpo humano É responsável por filtrar o sangue de substâncias nocivas, como álcool e drogas,

Outubro Rosa do HMTF promove prevenção e bem-estar

Um dia cheio de alegria e prevenção. Assim foi a celebração do Outubro Rosa “Conhece seu Corpo”, que aconteceu nesta quarta-feira (30), na

Alcobaça realiza Rastreamento do câncer de mama

Alcobaça: Outubro está rosa em Alcobaça. Durante o mês, as equipes de saúde intensificaram as ações de conscientização da campanha para o

Fase final: Prefeitura de Teixeira retoma construção da UBS

Teixeira de Freitas: Mais uma obra será entregue para a população de Teixeira de Freitas. A retomada da construção da Unidade Básica de

Nossos Apoiadores: