Parlamentares votam pela regulamentação da profissão de historiador

O Congresso analisou parte dos vetos presidenciais nesta quarta-feira (12). Um acordo conduzido pelo líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), e acatado pelos partidos, derrubou cinco vetos e manteve outros. Dentre os vetos derrubados, está o que diz respeito à profissão de historiador. Senadores e deputados decidiram a favor da regulamentação da categoria.

Dentre os vetos derrubados também está o que prorroga o prazo para utilização do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (Recine). Os deputados e senadores também derrubaram o veto ao projeto que pretendia dispensar a exigência de licitação para contratação de advogados e contadores pela administração pública. Com isso, essa dispensa fica valendo.

O Congresso também derrubou o veto parcial da lei que autoriza a prática de telemedicina. Foram dois vetos. Um desses trechos vetados, e agora derrubado, previa que, após o período da pandemia, o Conselho Federal de Medicina (CFM) regulamentaria a telemedicina.

Outro trecho da lei também vetado diz respeito à dispensa da apresentação de receita médica em meio físico e validade das receitas médicas apresentadas em suporte digital, com assinatura eletrônica ou digitalizada do profissional que realizou a prescrição.

Por outro lado, foi mantido o veto ao projeto de lei que obrigaria os motoristas autônomos de cargas a fazerem uma avaliação anual de saúde. 

u a derrubada de uns vetos e manutenção de outros também firmou que os vetos presidenciais ao pacote anticrime, sancionado com vetos parciais em dezembro do ano passado, serão apreciados na próxima semana.

PLN

Os parlamentares também aprovaram a proposta do Poder Executivo (PLN 17/20) que abre crédito suplementar de R$ 615,9 milhões para três ministérios.

Desse total, R$ 410 milhões servirão para ações das Forças Armadas no combate a crimes ambientais na Amazônia Legal. Segundo a justificativa do governo, o orçamento será destinado à realização da Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Amazônia Legal, a Operação Verde Brasil 2, que teve sua vigência foi estendida até 6 de novembro de 2020.

Fonte: Agência Brasil

De São Paulo, Temóteo envia vídeo mostrando que está bem e

Teixeira de Freitas: O prefeito municipal de Teixeira de Freitas, Temóteo Brito, enviou um vídeo informando à população teixeirense que ele

João Bosco garante na Justiça o direito de se candidatar às

Teixeira de Freitas: No último dia 21 de setembro de 2020, o juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, Dr. Pedro Rogério Castro Godinho,

Bolsonaro sanciona lei que amplia uso de assinatura digital

Lei cria dois novos tipos de assinatura eletrônica O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a lei de ampliação da assinatura digital

Guedes planeja cortes no Sistema S e no Simples Nacional

Dentro do pacote de medidas que inclui a criação de uma nova CPMF, o ministro da Economia, Paulo Guedes, trouxe de volta o plano de fazer um

Eunápolis: Novo decreto libera bares, boates e música ao vivo

Eunápolis: Com índices de contaminação por coronavírus e ocupação de leitos hospitalares em queda, a Prefeitura de Eunápolis vem

Câmara aprova auxílio emergencial para trabalhadores do esporte

O projeto de lei prevê o crédito de três parcelas no valor de R$ 600 e segue para sanção presidencial A Câmara dos Deputados aprovou, nesta

INSS vai aumentar capacidade de atendimento da Central 135

Atendimento pelo canal aumentará 30% O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informa que contratará mais uma central de atendimento para

Caixa paga R$ 2,6 bilhões de auxílio a 4 milhões de beneficiários

A medida vale para as pessoas nascidas em agosto, referente ao Ciclo 2 A Caixa realiza hoje (23) o pagamento de R$ 2,6 bilhões do auxílio

Funcionários dos Correios acatam decisão da Justiça e decretam fim

Os sindicatos que representam os funcionários dos Correios decidiram acatar a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e determinaram o fim

Ex-prefeito de Mucuri será acionado por suspeita de fraudes de R$ 1

Mucuri: O Ministério Público o Estado (MP-BA) deve abrir inquérito contra o ex-prefeito de Mucuri, Paulo Alexandre Matos Griffo, após o

Nossos Apoiadores: