Estágio terá carga horária diária de seis horas

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) lançou hoje (24) um programa voltado para a capacitação e oferta de estágio para estudantes do ensino médio. Levantamento realizado no banco de cadastro do CIEE, aponta a existência de cerca de 524 mil jovens no ensino médio e técnico elegíveis para o programa. De acordo com a instituição, a expectativa é que sejam realizados 500 contratos mensais no programa, batizado de Jovem Talento CIEE.

“A iniciativa representa a oferta direta de mais oportunidades para os jovens - faixa etária mais afetada pelo desemprego - e também combate a evasão escolar, já que para participar do programa será necessário estar matriculado em uma instituição de ensino”, disse o CIEE.

O programa é válido para os estados da Região Norte, Nordeste (exceto Pernambuco), Centro-Oeste e São Paulo. As empresas interessadas em ofertar vagas nesta modalidade podem fazer contato diretamente com um consultor do CIEE nestes locais.

O estágio dos estudantes terá carga horária diária de seis horas, das quais uma será reservada para capacitação à distância (EAD) na própria empresa.

O CIEE informou que os cursos online serão divididos em Administração, Comércio e Varejo, Contabilidade e Finanças e Tecnologia, que poderão ser personalizadas de acordo com a necessidade das empresas parceiras. Todas contam com carga horária de 480 horas e visam desenvolver habilidades técnicas, comportamentais e valores humanos.

“A evolução de cada estagiário será acompanhada por um gestor da empresa, e um tutor do CIEE estará disponível para auxiliar com dúvidas. Por sua vez, o estagiário também terá a possibilidade de avaliar o conteúdo dos cursos e de sua experiência na empresa”, disse o CIEE.

As empresas podem tirar dúvidas a respeito de vagas e como aderir ao programa por meio do número 3003-2433, ligação local, sem necessidade do DDD.

Segundo o diretor presidente do CIEE, Humberto Casagrande, a iniciativa auxiliará jovens vulneráveis, grupo que tem sofrido de maneira severa os efeitos da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Capacitação e oportunidades no mundo do trabalho são fatores que assombram há muitos anos os jovens brasileiros. Essa iniciativa é uma maneira de minimizar números de desalentados no nosso país, e, não só isso, será possível também combater a evasão escolar”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Escolas estaduais poderão ter custos de até R$ 5,3 bilhões com a

Queda de arrecadação de impostos destinados à educação pode agravar ainda mais o cenário, aponta relatório do Instituto Unibanco e Todos

Revalida 2020 tem mais de 16,5 mil inscritos

O número é mais que o dobro registrado na última edição do exame, feita em 2017. Prova serve para validar diplomas de medicina obtidos fora do

Fies: inscrições para vagas remanescentes são retomadas

Há 50 mil inscrições não preenchidas nas edições de 2020 As inscrições para vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil

Professor de matemática vence o prêmio Educador do Ano de 2020

Luiz Felipe Lins, do Rio, foi eleito em seleção que contou com inscrição de projetos de 3.700 educadores. O professor Luiz Felipe Lins, do

Quarta parcela do vale-alimentação estudantil é paga para alunos

Os estudantes da rede estadual de ensino de toda a Bahia já podem realizar compras com a quarta parcela do vale-alimentação, cujo crédito, no

Nasa anuncia descoberta de água em estado líquido na Lua

Descoberta pode ajudar em futuras missões de longa duração O Observatório Estratosférico de Astronomia Infravermelha (Sofia, na sigla em

Monoglotas e alienados? Estudantes brasileiros em 'competência

Relatório com base em questionários do Pisa tenta mensurar 'competências globais' de jovens de 15 anos; professores brasileiros se queixam de

Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior

Em 2019, as matrículas dos calouros representavam 43,8% do total O Censo da Educação Superior de 2019, divulgado hoje (23) pelo Instituto

Governo regulamenta renegociação de dívidas com o Fies

Medida entra em vigor em 3 de novembro e adesão vai até 31 de dezembro O governo federal regulamentou o programa que permite a renegociação de

Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros

Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país Os Correios e o Ministério da Educação iniciaram hoje (22)

Nossos Apoiadores: